BCN 

Cobertura vacinal é baixa na primeira etapa da campanha contra a gripe na região de Araçatuba

Compartilhar

Crianças, gestantes, trabalhadores da saúde e puérperas podem ser imunizados até 10 de maio. Cobertura vacinal contra a gripe é considerada baixa na região de Araçatuba (SP)
Secretaria de Saúde do Recife/Divulgação
A cobertura vacinal da primeira etapa da campanha de vacinação contra a gripe está abaixo da meta prevista pelo Ministério da Saúde na região de Araçatuba (SP).
De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, o Departamento Regional de Saúde de Araçatuba imunizou apenas 20,6% das crianças, 18,9% das gestantes, 18% dos trabalhadores da saúde e 10% das mulheres que tiveram filhos recentemente. Contudo, a meta é vacinar pelo menos 90% do público.
Em Araçatuba, moradores que fazem parte do público-alvo podem ser imunizados em qualquer Unidade Básica de Saúde (UBS) até o dia 10 de maio. Confira abaixo quais documentos são necessários para receber a dose.
Carteira de vacinação
Documento com foto e Cadastro de Pessoa Física (CPF)
Comprovante de vínculo para trabalhadores da saúde
Vacina contra a influenza
Este ano, a vacina contra a influenza é trivalente, composta pelas cepas: Influenza A H1N1, Influenza A H3N2 e Influenza B. A vacina é fragmentada e inativada.
O esquema de vacinação é de duas doses para menores de 9 anos de idade no primeiro ano de vacinação, com intervalo de 30 dias entre elas. Para os demais, a indicação é de uma dose.
Estimativa
A estimativa é de que 18,4 milhões de pessoas sejam imunizadas no Estado de São Paulo. Em Rio Preto, o público-alvo da campanha são 182.788 pessoas. A meta do Ministério da Saúde é vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários.
Vacinação contra a gripe e Covid-19
Para as pessoas que apresentarem indicação para receber a vacina contra a Influenza e contra a Covid, deve ser priorizada a dose contra a Covid. Já o intervalo entre as doses de Influenza e Covid é de 14 dias.
Segundo informe técnico da Secretaria Estadual de Saúde, pessoas que apresentarem sintomas gripais, inclusive com quadro sugestivo de infecção por coronavírus, devem adiar a vacinação contra a influenza até a recuperação total do quadro respiratório.
Veja mais notícias no G1 Rio Preto e Araçatuba
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta