BCN 

Vacina contra a gripe tem baixa adesão em Garça; prefeitura convoca grupos a irem se vacinar

Compartilhar

Campanha começou no dia 12 de abril e até o momento apenas 7,6% das pessoas dos grupos prioritários foram imunizadas nesta primeira etapa na cidade. Confira como está a cobertura vacinal em outras cidades do centro-oeste paulista. Garça (SP) tem baixa adesão a vacina da gripe nesta primeira etapa de imunização
Divulgação/Prefeitura de Palmas
A prefeitura de Garça (SP) divulgou que a cidade está com baixa adesão na vacinação contra a gripe nesta primeira etapa em que estão sendo vacinados os trabalhadores da saúde, indígenas, grávidas em qualquer idade gestacional, mulheres que tiveram filhos a menos de 45 dias e crianças com idade a partir de seis meses até cinco anos completos.
A imunização destes grupos prioritários segue até o dia 10 de maio. Segundo a Secretaria de Saúde da cidade, há 17.362 pertencentes a estes grupos e, destes, apenas 1.381 tomaram a vacina até o momento. Isto é, a cobertura vacinal está em apenas 7,9% no município.
Das crianças de 6 meses a 6 anos de idade, 815 foram vacinadas, das gestantes, apenas 122 tomaram a vacina, dos profissionais da saúde foram 417 vacinados, das puérperas, 9 mulheres receberam o imunizante e 18 idosos dos grupos prioritários foram imunizados.
A campanha nacional de vacinação contra a gripe começou desde o último dia 12 de abril e em Garça, a imunização está sendo realizada em todas as Unidades de Saúde da Família (USF), das 7h às 17h.
Baixa procura pela vacina da gripe preocupa autoridades de saúde em Garça
É importante destacar que as pessoas que receberam a vacina contra a Covid-19 devem respeitar o intervalo mínimo de 14 dias para tomar a vacina contra a gripe.
A segunda etapa da campanha de vacinação em que vão ser imunizadas as pessoas com 60 anos ou mais e professores das redes pública e privada, começa no dia 11 de maio e termina em 8 de junho.
A terceira e última etapa está prevista para o dia 9 de junho até 9 de julho e irá imunizar pessoas com comorbidades e com deficiência (física, auditiva, visual, intelectual e mental ou múltipla), caminhoneiros, trabalhadores portuários e de transporte coletivo, profissionais das forças armadas, de segurança, salvamento e funcionários do sistema prisional, população privada de liberdade e jovens e adolescentes sob medidas socioeducativas.
A gripe é uma doença infecciosa causada por um vírus, normalmente epidêmica, e a vacinação é uma das formas mais eficazes de evitar o agravamento dos sintomas, reduzir as internações e a mortalidade decorrentes de complicações da infecção.
Veja como está a cobertura vacinal em outras cidades do centro-oeste paulista:
Bauru
O público total da primeira etapa são 159.275 e até o momento foram vacinadas apenas 12.833 pessoas. A cobertura vacinal é de 7,9% no município.
Crianças 06 meses até 5 anos completos: 7.570 vacinados
Gestantes: 941 vacinadas
Profissionais da saúde: 3.960 vacinados
Mulheres que tiveram filhos a menos de 45 dias: 154 vacinadas
Idosos: 204 vacinados
Povos indígenas: 4 vacinados
Marília
O público total da primeira etapa é 29.557, deste total, foram imunizadas apenas 8.030 pessoas. A cobertura vacinal é de 27,17% na cidade.
Crianças 06 meses até 5 anos completos: 5.465 vacinados
Gestantes: 823 vacinadas
Profissionais da saúde: 1.630 vacinados
Mulheres que tiveram filhos a menos de 45 dias: 112 vacinadas
Botucatu
O público total da primeira etapa é 59.814 e até o momento foram imunizadas apenas 6.515 pessoas deste total. A cobertura vacinal na cidade é de 10,7%.
Crianças 06 meses até 5 anos completos: 3.654 vacinados
Gestantes: 307 vacinadas
Profissionais da saúde: 2.362 vacinados
Mulheres que tiveram filhos a menos de 45 dias: 84 vacinadas
Idosos: 108 vacinados
VÍDEOS: assista às reportagens da região
Veja mais notícias da região no G1 Bauru e Marília

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta