BCN 

Pizzaiolo agride esposa com socos em Paulínia e mulher morre no hospital; homem foi preso

Compartilhar

Feminicídio foi na noite de sábado (1). Mulher tinha problemas de saúde e levou socos do companheiro. Ele a levou ao hospital horas após a briga e ela não resistiu aos ferimentos. Roberta era dona de casa, tinha 28 anos. Ela morreu após ser agredida pelo marido em Paulínia.
Arquivo pessoal
Um pizzaiolo de 22 anos foi preso em flagrante neste domingo (2) após agredir a esposa, de 28 anos, com socos em Paulínia (SP). A mulher já tinha a saúde debilitada, passou mal depois dos golpes no abdomen e foi levada pelo marido ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. O caso será investigado como feminicídio.
Roberta dos Santos Alves era dona de casa e sofria de lúpus e cirrose. Na noite de sábado (1), ela discutiu com o esposo, Johney Henrique Torres Teixeira, desempregado há dois meses.
A Polícia Civil informou que ele cometeu a violência após ciúmes de contatos telefônicos no celular da esposa. A defesa dele não foi localizada para comentar o caso.
A mulher chegou ao Hospital Municipal com parada respiratória e precisou ser reanimada e intubada. Exames apontaram que ela teve hemorragia e lesões internas causadas por um agente externo, informou a Polícia. O óbito foi oficializado perto das 5h deste domingo.
O caso está sendo investigado na Delegacia de Paulínia. O homem foi encaminhado para a cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas (SP). Posteriormente, será transferido para uma unidade prisional em Hortolândia (SP).
Homem preso em flagrante em Paulínia após agredir esposa com socos; mulher morreu
Jonatan Morel/EPTV
Marido mudou a versão 3 vezes
De acordo com a Polícia Civil, o homem foi ouvido e mudou de versões três vezes sobre o que ocorreu, até confessar o crime.
Primeiro, ele afirmou que ela teria tentado suicídio, quando a levou para o hospital cheia de ferimentos. Depois, afirmou que discutiu com a esposa, bateu nela com socos, deu banho e horas depois buscou o atendimento médico.
A investigação apontou que a briga começou por volta das 20h de sábado e ele só a deixou no hospital no início da madrugada, por volta da 1h.
Quem registrou o boletim de ocorrência na delegacia foi a irmã de Roberta, que desconfiou da versão do cunhado quando ele a deixou no hospital. À Polícia Civil, ela disse em depoimento que ele tem um perfil abusivo e autoritário.
Roberta e Jhoney estavam juntos há dois anos e completaram um ano de casados. O casal não tinha filhos. Ainda não há informações sobre o sepultamento da jovem.
VÍDEOS: Veja o que é destaque na região de Campinas
Veja mais notícias da região no G1 Campinas

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta