BCN 

Justiça aceita denúncia contra prefeito de Sete Barras, SP, acusado de dar ‘voadora’ e chutes em morador

Compartilhar

Caso ocorreu em novembro de 2019. Há pouco mais de um ano, MP apresentou denúncia de lesão corporal grave, e o Tribunal de Justiça acatou. Prefeito Dean Alves Martins foi denunciado por lesão corporal grave
Reprodução/Secretaria Estadual de Justiça
A Justiça acatou uma denúncia do Ministério Público (MP) contra o prefeito de Sete Barras, no interior de São Paulo, Dean Alves Martins (MDB). Em 2019, ele teria agredido o funcionário público Enio Lorena de Souza Junior com uma ‘voadora’, seguida de chutes. Na época, a defesa do prefeito negou as acusações.
O caso ocorreu na noite do dia 12 de novembro, enquanto Enio voltava para casa após ir à Câmara Municipal, quando encontrou um amigo e seguiu para o comércio dele. Pouco tempo depois, segundo ele, o prefeito apareceu, passou a provocá-lo e insultá-lo. Para evitar o conflito, o morador decidiu deixar o estabelecimento, e foi nesse momento, segundo contou ao G1, que foi agredido por Dean.
“Saí do bar e ouvi ele vindo, mas só senti a voadora e os chutes que ele me deu quando caí no chão. Ele acertou chutes na cabeça que abriram um corte no meu queixo, e também acabou quebrando meu braço, o ombro e duas costelas. Só parou quando as pessoas começaram a intervir”, afirmou.
Ênio sofreu uma fratura grave no úmero e, por isso, teve que ficar afastado de suas funções por mais de um ano. “Voltei a trabalhar em fevereiro de 2021, porque não tinha condições. Poderia ter ficado com uma debilidade mais grave do que fiquei”, declara. A ocorrência foi registrada como lesão corporal e injúria na Delegacia Sede de Sete Barras.
Servidor de Sete Barras, SP, foi alvo de agressões e teve braço quebrado
Arquivo Pessoal
Diante disso, o promotor Ronaldo Pereira Muniz, da 1ª Vara de Registro, denunciou o chefe do Executivo municipal por lesão grave e ofertou o benefício da transação penal, para que o processo seja suspenso e ele cumpra algumas determinações, como não sair após as 22h, não frequentar bares ou boates e justificar suas atividades bimestralmente em juízo.
O pedido foi acolhido pelo juiz Raphael Ernane Neves, e aguarda a manifestação de Dean para determinar uma data para audiência. Segundo o advogado de Enio, Moacir Camilo de Almeida, a audiência poderá ser marcada para julho. “Eu acredito que ele não vai aceitar a suspensão de processo, e que vai querer brigar na Justiça para provar a inocência”, afirmou.
O G1 tentou contato com o prefeito, mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta