BCN 

Grupo se reúne diariamente para rezar por pacientes internados com Covid na Santa Casa de Itapeva

Compartilhar

A ação, que começou no dia 22 de março, era apenas por alguns dias, mas o gesto foi tão elogiado por profissionais de saúde e familiares de pacientes que não parou mais. Grupo se reúne diariamente em frente à Santa Casa de Itapeva para rezar
Arquivo Pessoal
Um grupo de fiéis católicos reza diariamente pelas pessoas internadas com Covid-19 na Santa Casa de Itapeva (SP). A ação, que começou no dia 22 de março, era apenas por alguns dias, mas o gesto foi tão elogiado por profissionais de saúde e familiares de pacientes que não parou mais.
De acordo com um dos organizadores, Luiz Benedito da Silva, de 39 anos, o que os motiva a continuar são as pessoas que precisam de força enquanto trabalham ou aguardam notícias de seus pais, irmãos e amigos.
“É bonito de ver que os próprios pacientes estendem as mãos e rezam com a gente. Isso é muito gratificante, faz com que a gente se motive. Enquanto Deus estiver dando a graça de continuarmos, vamos continuar. As pessoas são consoladas pelo Terço da Divina Misericórdia”, conta Luiz.
Terezinha de Jesus, de 24 anos, que também está com o grupo desde o início, se emociona ao contar sobre a experiência.
“Cada vez que a gente reza, o pessoal do hospital fica com o terço na mão lá fora, rezando com a gente. A gente tem uma caixinha de oração, onde as pessoas colocam os nomes. A gente reza por todos. Muitas pessoas vêm agradecer a gente, eles perguntam, contam como os parentes estão. Inclusive as pessoas que sararam estão com a gente hoje, rezando”, relata.
É o caso mãe da Cristiane de Souza Claudino, de 40 anos. Ela conta que tudo começou de uma forma bem difícil. O pai morreu por causa do coronavírus e depois a mãe foi internada. Quando ela foi até Itapeva para visitar os dois, conheceu o grupo de oração. Cristiane ainda não tinha perdido o pai quando começou a participar.
“A gente participou do terço, meu pai estava internado e a minha mãe ficava em oração lá dentro. O teste dela também deu positivo. Minha mãe é uma pessoa de muita fé e oração. E o grupo foram as pessoas que primeiro souberam da morte do meu pai”, conta.
Cristiane passou a participar do grupo quando o pai foi internado com Covid-19 em Itapeva (SP).
Arquivo Pessoal
Cristiane conta que cada um ali é especial e fez a diferença no dia a dia da família. A mãe está recuperada e em casa.
“O grupo nos ajudava a crer que tudo ía dar certo. Sempre chegam pessoas novas, mas algumas sempre estão firmes ali, dizendo palavras que nos confortavam, dando aquela força pra gente. Eu sou muito grata a eles.”
Os encontros do grupo acontecem todos os dias às 15h, em frente à Santa Casa de Misericórdia de Itapeva. Todos tomam as medidas de segurança e o grupo oferece álcool em gel à todos. Os encontros também são transmitidos pelas redes sociais dos participantes.
Grupo de oração se reúne em frente à Santa Casa de Itapeva (SP).
Arquivo Pessoal
VÍDEOS: assista às reportagens da TV TEM
Veja mais notícias no G1 Itapetininga e Região.

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta