BCN 

O Ensino Fundamental de portas abertas para a geração hiperconectada

Compartilhar

Geração de estudantes nascidos a partir de 2010 são 100% digitais e apreciam trilhas de aprendizagem dinâmicas Hiperconectada e em constante mudança, essa é a geração alpha, que representa os nascidos a partir da partir de 2010 e estão exatamente agora no Ensino Fundamental.
Para atrair a atenção deles, os colégios devem buscar entender cada vez mais a força da tecnologia em suas vidas para desenvolver conteúdos mais dinâmicos e personalizados.
Ensino Fundamental traz mudanças significativas
O Ensino Fundamental abrange dois ciclos: Anos Iniciais e Anos Finais. Os estudantes têm idades que variam entre 6 a 14 anos. É um período de grandes transformações físicas e psicológicas, quando eles começam em um ciclo ainda crianças e terminam o outro já adolescentes.
Ao passar dos Anos Iniciais para os Finais eles vão ganhar professores múltiplos, maior complexidade no ensino, mais estímulo à socialização e pensamento crítico, que se torna um novo desafio para as instituições ao lidar com uma geração 100% digital.
Por isso, para esses estudantes do Ensino Fundamental, grandes reformulações estão sendo promovidas no setor educacional, de forma a atrair e manter a atenção deles para os conteúdos pedagógicos curriculares.
A geração alpha têm grande engajamento tecnológico, são acostumados com as telas e sensíveis aos estímulos sensoriais digitais, assim, o ensino híbrido pode ser bastante natural para eles. No Colégio Planck, essa já é uma realidade.
Os estudantes gostam de aprender por tentativa e erro, têm atração por mídias interativas, não se prendem a padrões e têm forte desejo por gratificação instantânea.
Por isso, para manter o foco e a atenção dessa geração, as instituições de ensino precisam oferecer novas ferramentas pedagógicas, como trilhas de aprendizagem personalizadas e muitas dinâmicas que eles utilizam, por exemplo, a gamificação.
Além disso, como essa geração não é nem um pouco inclinada a aceitar atitudes autoritárias, o comportamento das instituições deve sempre estar voltado ao diálogo nas mais variadas situações. O Colégio Planck atua com olhar individualizado, focado nas necessidades de cada estudante.
Colégio Planck atua no Ensino Fundamental Anos Finais
O Colégio Planck trabalha para que a transição do Ensino Fundamental Anos Iniciais para os Anos Finais seja bastante tranquila. Para isso, oferece ambiente inspirador e de aprendizagem constante para os alphas, com processos mais criativos, que incentivam a colaboração, a comunicação e a solução de problemas reais.
Esses estudantes são estimulados à curiosidade, inovação e à cultura do pertencimento, garantindo assim mais foco e interesse nos conteúdos pedagógicos.
Além disso, como o projeto pedagógico do Colégio Planck foi construído para desenvolver competências interpessoais e cognitivas dos estudantes, direciona a geração alpha a equilibrar o amor pela tecnologia e as relações humanas.
Como o Planck já nasceu com um viés muito tecnológico, incentiva em seus estudantes uma consciência digital mais ampliada que somada ao desenvolvimento das habilidades socioemocionais, os ensinarão a lidar melhor com situações que estão além das telas de notebooks e smartphones.

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta