BCN 

Mês mais letal da pandemia, abril termina com 715 mortes por Covid-19 no Alto Tietê

Compartilhar

Recorde anterior tinha sido em março deste ano, quando 630 moradores da região morreram por conta da doença. O mês de abril termina nesta sexta-feira (30) com o mais letal desde o início da pandemia. Em 30 dias, 715 moradores do Alto Tietê morreram por Covid-19. O recorde anterior tinha sido em março deste ano, com 630 óbitos.
MÉDIA MÓVEL: veja em que estados as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda
Em 24 horas, a região notificou mais 16 óbitos por Covid-19 na região. As últimas vítimas eram uma de Salesópolis, três de Mogi das Cruzes e Suzano, quatro de Poá e cinco de Ferraz de Vasconcelos. O total de mortes no Alto Tietê chegou a 3.621.
Também em 24 horas, mais 472 moradores testaram positivo para a Covid-19, além de 591 pacientes que se recuperaram da doença.
No acumulado desde o início da pandemia, 82.535 moradores das dez cidades positivaram para o novo coronavírus, dos quais 59.597 estão curados.
Média móvel
A média móvel de mortes por Covid-19 no Alto Tietê aponta para um aumento de 18% nos dados atuais, com os de duas semanas atrás. Há 14 dias, a média diária de óbitos pela doença estava em 22, enquanto nesta sexta-feira ficou em 26.
Já a média móvel de novos casos passou de 352 confirmações diárias há duas semanas para 372 nesta sexta-feira. A variação é de 5,6%. Até 15%, os especialistas apontam como estabilidade.
Média móvel do Alto Tietê em 30 de abril de 2021
Assista a mais notícias do Alto Tietê

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta