BCN 

Tia de funcionário morto em acidente no Carrefour na Zona Norte de SP diz que ele não tinha experiência com empilhadeira

Compartilhar

Matheus Silva, de 20 anos, trabalhava como operador de caixa no Carrefour na Zona Norte de SP. Empilhadeira caiu sobre a vítima na tarde de domingo (25). Hipermercado lamentou morte e disse que as operações foram suspensas na loja. Fachada do supermercado Carrefour, no Limão, Zona Norte de São Paulo
Reprodução/Google Maps
A tia do funcionário do hipermercado Carrefour do Limão, na Zona Norte de São Paulo, que morreu na tarde de domingo (25) após sofrer um acidente com uma empilhadeira diz que o sobrinho não “tinha preparo” para manusear o equipamento.
“Ele estava manuseando uma empilhadeira e ele sofreu esse acidente de trabalho, foi fazer uma curva e não conseguiu segurar o peso e a empilhadeira caiu por cima dele. Eu quis saber o motivo dele estar exercendo uma função que não era dele, manuseando uma empilhadeira sendo que ele não tinha nem preparo para aquilo, mas a gente não soube, não souberam explicar pra gente”, afirmou Vera Lúcia Silva.
Matheus Silva, de 20 anos, trabalhava como operador de loja, segundo informou a própria empresa. O acidente ocorreu por volta das 12h dentro de um galpão onde fica o estoque do supermercado após a empilhadeira cair sobre a vítima.
Durante a noite de domingo, a perícia esteve no local para apurar como foi o acidente.
Em nota, o Carrefour disse que, imediatamente após o acidente, a empresa prestou o atendimento inicial e acionou Corpo de Bombeiros e o SAMU. “O acesso à vítima e ao local do acidente ficou restrito à pedido da Polícia para a realização da perícia”, disse (leia a nota completa abaixo).
O hipermercado anunciou ainda que as operações foram suspensas na loja, que ficou fechada neste domingo (25), “em respeito aos familiares e colegas de trabalho do colaborador”.
Nota do Carrefour:
É com grande pesar que informamos o falecimento de um colaborador nosso na loja Limão, decorrente de um acidente na área de estoque com uma empilhadeira. O colaborador trabalhava como operador de loja. Imediatamente ao acidente, prestamos o atendimento inicial e acionamos o Corpo de Bombeiros e o SAMU. O acesso à vítima e ao local do acidente ficou restrito à pedido da Polícia para a realização da perícia. Em respeito aos familiares e colegas de trabalho do colaborador, as operações foram suspensas e a loja, fechada neste domingo. Estamos à disposição das autoridades para contribuir com as investigações. Neste momento de imensa dor, estamos em contato com a família, dando todo o suporte necessário e também apoio psicológico.

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta