BCN 

Passageira é agredida e ferida por homem dentro de vagão do Metrô em São Paulo; suspeito foi detido por seguranças

Compartilhar

Segundo o Metrô, caso ocorreu por volta das 5h desta segunda-feira (26) na Estação Sé. A Polícia Civil vai investigar as causas e eventuais responsabilidades pelo crime. A vítima foi socorrida a um hospital, mas seu estado de saúde não foi divulgado. Não há detalhes de como foi a agressão. Página SP Sobre Trilhos publicou foto de passageira ferida dentro de vagão do Metrô. Segundo a empresa, a mulher foi agredida por um passageiro, que acabou detido pelos seguranças
Reprodução/SP Sobre Trilhos
Uma passageira foi agredida e ferida na madrugada desta segunda-feira (26) por um homem dentro de um dos vagões da Linha 1 Azul do Metrô, quando a composição estava na Estação Sé, no Centro de São Paulo. O passageiro que a agrediu foi detido por seguranças. A Polícia Civil vai investigar as causas e eventuais responsabilidades pelo crime. Não há detalhes de como foi a agressão. As informações são da assessoria de imprensa do Metrô.
Segundo o Metrô, a mulher foi socorrida ferida por funcionários ao Pronto-Socorro da Santa Casa de Misericórdia, também na região central. Até a última atualização desta reportagem o hospital não tinha informações sobre o estado de saúde da vítima.
A página SP Sobre Trilhos publicou em seu Twitter duas fotos que mostram a passageira caída dentro do vagão. Ela aparece, aparentemente, sangrando ao lado da cabeça enquanto é observada por dois seguranças e uma outra pessoa (veja foto acima).
As identidades da vítima e do agressor suspeito não foram divulgadas pelo Metrô. Segundo a empresa, o homem que agrediu a mulher seria levado pelos seguranças para o 8º Distrito Policial (DP), no Brás, onde fica a Central de Flagrantes da polícia na região.
Metrô de São Paulo divulgou em seu Twitter oficial que um homem agrediu uma passageira dentro do vagão
Reprodução/Metrô de São Paulo
A comunicação da Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que iria procurar saber como o crime seria registrado e detalhes da ocorrência.
O Metrô não informou, por exemplo, o motivo da agressão, se a vítima e o agressor se conheciam, como ele a agrediu ou se usou algum objeto ou arma para machucá-la.
O crime ocorreu entre 5h07 e 5h16, segundo o Metrô. Durante esse período a circulação da composição, que iria da Sé ao Tucuruvi, foi interrompida para que a passageira fosse atendida. A Linha 1 Azul compreende o trecho definido pelas estações Tucuruvi e Jabaquara.

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta