BCN 

Faculdade oferece fisioterapia gratuita a pacientes com sequelas da Covid-19 em Ribeirão Preto, SP

Compartilhar

Projeto oferece acompanhamento para restabelecimento de pessoas que tiveram movimentos e capacidade do corpo afetados. Ministério estima que 40% dos infectados desenvolveram problemas. Clínica universitária de fisioterapia atende gratuitamente em Ribeirão Preto
Professores e alunos do curso de fisioterapia de uma faculdade de Ribeirão Preto (SP) têm oferecido atendimento gratuito para pacientes que mesmo após receberem alta do tratamento para a Covid-19 ainda se recuperam das sequelas deixadas pela doença.
Dados do Ministério da Saúde apontam que cerca de 40% das pessoas recuperadas da infecção pelo novo coronavírus apresentam sintomas que vão desde a queda de cabelos até distúrbios neurocognitivos e cardiovasculares.
Em Ribeirão Preto, o projeto que ajuda no restabelecimento dos pacientes é desenvolvido pela Faculdade Anhanguera. De acordo com o fisioterapeuta, professor e coordenador da ação, Rimon Tannous Elias, o tratamento para a reabilitação física é importante principalmente para aqueles que ficaram internados.
“Quando a gente fala em continuação do tratamento, é a parte de reabilitação física, o condicionamento cardiorrespiratório desse paciente, por conta da debilidade que ele sofre durante o processo de internação dentro das UTIs, os medicamentos e sedação”, aponta.
Projeto oferece fisioterapia gratuita para pacientes que tiveram Covid-19 em Ribeirão Preto (SP)
Reprodução/EPTV
Um dos pacientes atendidos pelo projeto é o porteiro Sérgio Aparecido de Oliveira. Aos 64 anos, ele precisou ficar 63 dias internado para tratar a Covid-19. Como consequência do período, acabou perdendo a estabilidade motora.
Sem conseguir andar, o idoso teve que recorrer a cadeira de rodas durante os primeiros dias de alta hospitalar. Na ocasião, a família chegou a acreditar que Sérgio nunca mais conseguiria recuperar o movimento das pernas, relembra a filha, Loren Marcelle de Oliveira.
“Ele nem movimentava as pernas, ele não conseguia nem levantar as pernas da cama. A gente não imagina e não acreditava que ele voltaria a andar, foi muito difícil ver ele naquela situação.”
Com o tratamento que está sendo realizado através da faculdade, Sérgio já não precisa mais da cadeira de rodas para se locomover.
“Eu tive a oportunidade de me emocionar há uns dias atrás quando eu consegui os meus passos no chão, foi muito emocionante. É uma emoção muito grande, porque o ser humano necessita de andar e quando você consegue, você realmente se emociona e sente a alegria que eu senti.”
Paciente com sequelas da Covid-19 recupera locomoção com fisioterapia em Ribeirão Preto (SP)
Reprodução/EPTV
Assim como Sérgio, a economista Erika Johana Bacca Leon também realiza atendimento pelo projeto. Com 27 anos, ela teve a doença em janeiro deste ano. Mesmo sem ter tido a necessidade de ser internada, ela apresenta sequelas.
“Eu não cheguei a ser internada, mas são sequelas que estão afetando minha vida agora. Ainda estou com uma falta de ar, com fadiga, não consigo fazer atividade, por exemplo, tomar banho”, afirma.
Por meio do atendimento feito por alunos do último ano do curso de fisioterapia e da supervisão dos professores, ela espera recuperar a energia que tinha antes da doença e se ver livre das limitações deixadas pelo coronavírus.
Como participar?
Para participar, o interessado deve entrar em contato pelo telefone (16) 3512-4791, agendar uma avaliação e comparecer na Faculdade Anhanguera de Ribeirão Preto, localizada na Avenida Eduardo Andrea Matarazzo (Via Norte), 891, das 17h às 21h.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
00:00 / 27:52
Vídeos: Tudo sobre Ribeirão Preto, Franca e região
d

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta