BCN 

Prefeitura de São Carlos registra boletim de ocorrência por falta de ‘kit intubação’

Compartilhar


Durante o fim de semana, administração precisou pedir emprestado medicamentos a Descalvado para manter pacientes que estão intubados. Foto mostra paciente intubado em UTI montada para atender pacientes com Covid-19
Miguel Schincariol / AFP
A Prefeitura de São Carlos (SP) registrou um boletim de ocorrência por falta de anestésicos para a intubação de pacientes. No fim de semana, a administração precisou pedir emprestado 150 ampolas de remédios à cidade vizinha de Descalvado, para manter a sedação dos hospitalizados intubados.
Segundo o secretário municipal de Saúde, Marcos Palermo, o município pretende representar judicialmente contra órgãos responsáveis pela distribuição dos fármacos na rede pública de saúde.
Santa Casa de São João da Boa Vista substitui 3 medicamentos do kit intubação
“Baseado no boletim de ocorrência, nós vamos levar para a Procuradoria-Geral do Município e vamos cuidar dessa questão e representar para que não ocorra novamente”, afirmou Palermo em entrevista à CBN São Carlos.
O G1 procurou o Ministério da Saúde para saber se há previsão da normalização da distribuição dos medicamentos e aguarda o posicionamento.
Midazolam é um dos medicamentos usados para sedar pacientes intubados
Arquivo pessoal
Preservação e direito do cidadão
Para o secretário, a representação ‘a quem compete’ visa a preservação da vida e o direito da cidade. Ele classificou a situação vivida pela saúde brasileira como ‘absurda’, já que faltam vacinas, leitos e, agora, medicamentos.
O ‘kit intubação’ é necessário para a manutenção de pacientes que precisam de suporte respiratório. São fármacos anestésicos, hipnóticos e bloqueadores neuromusculares que são usados conjuntamente para reduzir a dor do procedimento invasivo e manter o paciente sedado.
Foto de Arquivo – O secretário de Saúde de São Carlos, Marcos Antônio Palermo
Reprodução/EPTV
No fim de semana, Descalvado emprestou 150 ampolas de Midazolam para manter os pacientes hospitalizados.
“Ontem recebemos medicações do governo estadual, que nos dá para suportar até 15 dias. Estamos na luta para conseguir mais medicamentos, maior suporte para as pessoas que estão internadas”, afirmou Palermo.
O secretário ainda disse que a prefeitura busca credenciamento junto ao Sistema Único de Saúde (SUS) para incluir as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) para recebimento de medicamentos do ‘kit intubação’.
UPA do bairro Santa Felícia em São Carlos
Fabiana Assis/G1
* Com informações do portal ACidadeON/São Carlos e CBN São Carlos.
Initial plugin text
Veja mais notícias da região no G1 São Carlos e Araraquara.

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta