Em carta de despedida, Renato Gaúcho agradece ao Grêmio e diz ‘até breve’

Compartilhar

Renato Gaúcho escreveu uma carta na tarde desta segunda-feira, 19, para se despedir do Grêmio. Em texto publicado nas redes sociais, o treinador agradeceu o clube, o elenco e a torcida. Além disso, o técnico disse que um dia pretende voltar ao cargo no Tricolor. “O Grêmio não me chama, o Grêmio me convoca. Sempre foi assim e sempre vai ser. Foram quase cinco anos de muita dedicação, de muito trabalho e, principalmente, de muitas alegrias”, escreveu. Ao fim da carta, Renato disse que sempre continuará torcendo pelo time e com orgulho da trajetória construída tanto como jogador como no papel de treinador. “Obrigado a todos e até breve!”, acrescentou o comandante, que foi demitido após a eliminação precoce na Copa Libertadores.

No texto, Renato menciona jogadores, dirigentes e funcionários do clube nos agradecimentos. O técnico relata até mesmo um episódio vivenciado no último sábado. Apesar de já ter sido demitido, o treinador continuava em um hotel em Porto Alegre para cumprir a quarentena obrigatória por ter sido diagnosticado com a covid-19. Renato foi surpreendido com a chegada dos jogadores ao seu quarto. “O grupo inteiro ‘invadiu’ o meu quarto do hotel para me abraçar Ainda bem que o coração está em dia. Tive de expulsar eles depois da uma da manhã. E ainda queriam fazer churrasco para mim na segunda-feira. Mas aí não vou aguentar”, contou. “Esse é o meu grupo! Não é fácil ficar quase cinco anos sem ter nenhum problema com jogador”, completou o treinador. Renato acumulou títulos importantes nesta última passagem pelo Grêmio. Os principais deles foram a Copa Libertadores de 2017 e a Copa do Brasil de 2016. O treinador já havia comandado o clube anteriormente, porém foi neste trabalho que conseguiu resultados melhores e se consolidou ainda mais como ídolo.

Leia o texto na íntegra abaixo:

*Com informações do Estadão Conteúdo

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta