Secretária de Saúde confirma circulação de variante do coronavírus em Catanduva

8 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar

Cláudia Monteiro Ferrazzi Ferreira afirma que um estudo identificou a presença da variante P.2 no município. A secretária de Saúde de Catanduva (SP), Cláudia Monteiro Ferrazzi Ferreira, confirmou na tarde de quarta-feira (7) que uma variante brasileira do novo coronavírus circula no município.
“Um estudo apontou que aqui em Catanduva é a variante P.2, que circula no Rio de Janeiro. Então, sim, foi constatado em amostras enviadas em janeiro e fevereiro. Os estudos são contínuos”, afirmou.
De acordo com Cláudia, a Secretaria de Saúde já desconfiava de que alguma variante do novo coronavírus circulasse na cidade, porque o perfil dos infectados e a velocidade de transmissão haviam mudado.
“Nós percebemos que o vírus de 2020 era diferente do que estamos vendo em 2021. O contágio é muito mais acelerado. Percebemos que adultos e jovens estão sendo comprometidos”, contou.
A mudança no comportamento do vírus reflete diretamente na ocupação dos leitos destinados para tratamento de moradores com suspeita ou diagnóstico confirmado da doença.
No Hospital Emílio Carlos, a taxa de ocupação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é de 150%. Na enfermaria, a ocupação é de 122%. Ou seja, o hospital opera acima de sua capacidade.
“As taxas de internação estão sempre acima de 100%. Todos os hospitais estão lotados. Mesmo com mais leitos na região, a taxa continua em 100%. É uma situação muito crítica a questão da assistência”, explicou Cláudia.
Por conta da situação e das aglomerações nas Unidades Básicas de Saúde, a Prefeitura de Catanduva resolveu organizar um Centro de Atendimento Covid-19.
“Os pacientes com síndrome gripal estariam se dirigindo e o atendimento seria exclusivo, desafogando as Unidades Básicas de Saúde, principalmente nesse momento que iniciaremos uma outra campanha de vacinação”, afirmou a secretária de Saúde.
O Centro de Atendimento Covid-19 vai funcionar em uma sala anexa à Estação Cultura, das 8h às 17h. O local está sendo reformado e adaptado para começar a receber os pacientes. A entrada será pela Rua Rio de Janeiro.
“Toda pessoa que tiver sinais e sintomas de gripe pode procurar o centro. Teremos médicos, faremos testes e encaminharemos para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA). A recomendação é para os moradores procurarem o centro. As Unidades Básicas de Saúde continuarão funcionando, mas pedimos que procurem o centro”, explicou a secretária de Saúde.
Initial plugin text
VÍDEOS: veja as reportagens da região
Veja mais notícias da região no G1 Rio Preto e Araçatuba

Compartilhar