NBA espera ter capacidade total de público para a temporada 2021/2022

NBA espera ter capacidade total de público para a temporada 2021/2022
Compartilhar

Aos poucos alguns times da NBA estão voltando a receber público em suas arenas, com capacidade bem reduzida e medidas sanitárias por conta da pandemia do novo coronavírus. Porém, com o teste para Covid-19 se tornando mais disponível e mais vacinas sendo administradas nos Estados Unidos, para a próxima temporada a liga prevê que poderá ter lotações máximas novamente. Um aspecto fundamental para esse esforço é a nova parceria de vários anos da NBA com a Clear, uma empresa de triagem biométrica conhecida por seu processo de segurança acelerado em centenas de aeroportos em todo o mundo. “Olho ao redor do mundo e a Austrália está de volta; Nova Zelândia, de volta; China, de volta. Depende apenas de como vai acontecer, mas obviamente a meta é 100%”, disse Caryn Seidman Becker, CEO da Clear, em entrevista à “ESPN” americana.

No que se refere ao atendimento, os fãs podem baixar o aplicativo da Clear e enviar um documento de identificação junto com uma selfie. O objetivo é vincular os resultados dos testes Covid-19 a contas individuais por meio do aplicativo e obter um passe de saúde. Para entrar no local, os fãs podem abrir o aplicativo, verificar a sua identificação para liberar o acesso. Além disso, terá quiosques Clear onde os fãs recebem uma verificação de temperatura e leem seu código QR. Os fãs recebem uma notificação vermelha ou verde dependendo de suas informações de saúde relacionadas ao Covid-19. Um porta-voz da empresa salientou que as arenas só recebem informações sobre se o torcedor passou nos requisitos de acesso e não informações particulares sobre a saúde do indivíduo. Atualmente mais de dois terços das equipes da NBA estão permitindo que um número limitado de fãs participe dos jogos em suas arenas. O Milwaukee Bucks, por exemplo, anunciou que estava expandindo o atendimento para 18% da capacidade – cerca de 3.280 pessoas.

Compartilhar

Deixe uma resposta