Iacanga revoga decreto e suspende uso obrigatório de pulseiras que identificam casos de Covid-19

Compartilhar


Recomendação foi feita pelo Ministério Público do Estado de São Paulo. Decreto havia sido publicado no Diário Oficial nesta segunda-feira (5) e estabelecia o uso de pulseiras de cores diferentes para casos positivos e suspeitos. Decreto para uso obrigatório de pulseiras para identificar pessoas positivadas ou com suspeita de Covid-19 foi revogada em Iacanga
Prefeitura de Iacanga/ Divulgação
A prefeitura de Iacanga (SP) acatou a recomendação do Ministério Público do Estado de São Paulo e da promotoria de justiça da cidade e revogou o decreto nº 1.183/2021, suspendendo o uso obrigatório das pulseiras de identificação nos pacientes de casos suspeitos e confirmados de Covid-19.
A decisão foi publicada no Diário Oficial Eletrônico desta quinta-feira (8) por meio do decreto nº 1.186/2021, que revoga o decreto anterior.
Pulseiras vermelhas eram usadas para identificar os casos positivos de Covid e as laranjas para os casos suspeitos da doença em Iacanga (SP)
Prefeitura de Iacanga/ Divulgação
A obrigatoriedade das pulseiras havia sido oficializada nesta segunda-feira (5) e a Secretaria de Saúde justificou a medida devido as denúncias de que pessoas contaminadas com o coronavírus ou com suspeita da doença estariam circulando normalmente pela cidade.
Veja mais notícias do G1 Bauru e Marília
VÍDEOS: Assista às reportagens do centro-oeste paulista

Compartilhar

Deixe uma resposta