Hospital São João, em Registro, sofre corte de R$ 226 mil em verba repassada pelo estado

8 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar


Medida foi anunciada pela Secretaria de Saúde de São Paulo no início de janeiro. Corte ocorreu pela primeira vez em abril, reduzindo em 14,4% o valor repassado pela pasta. Hospital São João perde R$ 226 mil da verba que é repassada pela Secretaria de Saúde do Estado
Reprodução
O Hospital São João, localizado em Registro, no interior paulista, sofreu um corte de R$ 226 mil nos recursos que recebe do Governo do Estado. A diminuição da verba foi percebida pela entidade mantenedora da unidade nesta quarta-feira (7), quando o recurso chegou 14,4% menor que nos meses anteriores. A Secretaria de Saúde do Estado já havia anunciado a medida por meio de uma resolução publicada no dia 4 de janeiro, no entanto, a redução aconteceu somente neste mês.
De acordo com a resolução publicada pela Secretaria de Saúde do Estado, o corte faz parte de uma medida orçamentária, que reduz 12% da base mensal dos convênios celebrados com a pasta. A verba não faz parte dos valores repassados para a área de Covid-19.
Segundo Amélia Godke, superintendente da Apamir, entidade mantenedora do Hospital São João, a redução foi uma surpresa. “A gente achou que essa resolução estaria suspensa, ou que não seria aplicada por causa da pandemia. Apesar de ela estar validada, achamos que o fato não iria se consolidar”, explica.
Apesar de a redução ser de 12%, a superintendente explica que, por não ter sido efetuada nos meses anteriores, o desconto foi acumulado. “Ele [o corte] se consolidou, e ainda aumentou. Acumularam os meses que não foram cobrados e dividiram essas parcelas, no documento dizia que isso poderia acontecer”.
De acordo com Amélia, a unidade filantrópica tem cerca de 90% dos atendimentos realizados pela rede SUS. Diante do corte, ela diz que o hospital precisará se reinventar para economizar R$ 226 mil ao mês. “Essa verba faz muita diferença para nós no dia a dia, em dez meses, serão R$ 2 milhões. Vamos ter que conversar com os credores, talvez, redimensionar os recursos humanos, mas a gente não vai reduzir o serviço, nem a qualidade do atendimento”, comenta.
Amélia ressalta que a verba destinada aos gastos com a Covid-19 permanece intacta. “O Governo do Estado não mexeu nas verbas Covid, são convênios diferentes, e ele vem honrando o pagamento. Eu não posso usar para outras áreas do hospital”, diz. Ainda segundo a superintendente, a unidade atende aos 15 municípios da região do Vale do Ribeira, e realiza em média 120 partos por mês. “A nossa intenção não é tornar o atendimento precário, a gente não vai deixar de trabalhar”, conclui.
Em nota, a Secretaria de Saúde do Estado informou que, no primeiro trimestre, repassou R$ 5,3 milhões ao Hospital São João por meio de convênios, cerca de 14% a mais que a média mensal do mesmo período do ano passado. De acordo com a pasta, a unidade está sendo apoiada financeira e mensalmente com R$ 840 mil para custeio de dez leitos de UTI e 40 de enfermaria para a Covid-19. Confira a nota na íntegra:
“A Secretaria de Estado da Saúde já repassou ao Hospital São João R$ 5,3 milhões por meio de convênios no primeiro trimestre, cerca de 14% mais que a média mensal do mesmo período do ano passado.
Atualmente, a pasta está apoiando financeira e mensalmente a instituição com R$ 840 mil para custeio de 10 leitos de UTI e 40 enfermaria para COVID-19, apoio que permitiu, inclusive, a duplicação da capacidade de leitos clínicos neste mês. Esse valor é quatro vezes maior que o citado pela reportagem.
Além deste auxílio, o estado repassou mais de R$ 54 milhões destinados para fortalecer a assistência em serviços de saúde do Vale do Ribeira neste ano, garantindo estruturas completas nos Hospitais Regionais de Registro e de Pariquera-Açu, além do AME e da unidade Lucy Montoro, localizadas na mesma cidade.
O DRS (Departamento Regional de Saúde) de Registro mantém interlocução contínua com gestores de saúde da região, inclusive para que haja expansão de leitos de forma a garantir assistência à população”.
VÍDEOS: As notícias mais vistas do G1

Compartilhar