Comissão vai apurar denúncia de suposta extorsão de guardas contra comerciantes em Limeira

8 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar

Procedimento tem como base denúncia sobre fato ocorrido em 2017, quando R$ 200 teriam sido levados de um estabelecimento no bairro Nossa Senhora das Dores. Denúncia também cita “fatos recorrentes” de extorsão. A Comissão de Sindicância da Prefeitura de Limeira (SP) vai apurar um caso de suposta extorsão realizadas por guardas municipais a comerciantes da cidade, em 2017.
De acordo com portaria publicada no Jornal Ofícial do Município na terça-feira (6), a denúncia aponta que no dia 19 de abril de 2017, uma viatura da Guarda Civil Municipal teria passado em um estabelecimento comercial no bairro Nossa Senhora das Dores e “levado” R$ 200 em espécie do proprietário do local.
Ainda segundo a denúncia, a situação é recorrente, pois vários guardas estariam comparecendo em bares localizados no bairro e extorquindo proprietários, exigindo dinheiro e produtos para que não enquadrem o estabelecimento visitado ou seu proprietário em alguma infração.
Segundo a portaria, a comissão deve averiguar eventual responsabilidade de servidores, apontar pontos de vulnerabilidade ou de falhas no controle da administração pública e quais as medidas que devem adotadas pela prefeitura.
O prazo inicial para realizar das apurações é de 60 dias, com possibilidade de prorrogação por igual prazo.
Atuação em outros setores
Em nota, a prefeitura informou que o procedimento continua em fase de apuração, que os servidores denunciados não estão atuando nos setores originários da denúncia e que a pena, em caso de constatação de irregularidade, poderá ser de suspensão ou de exoneração.
Questionada, a administração não informou quantos guardas são, em quais funções trabalham atualmente e se já havia adotado alguma outra medida em relação à denúncia anteriormente.
VÍDEOS: Fique por dentro do que acontece na região
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba

Compartilhar