Taxa de ocupação de Leitos de UTI para Covid-19 fica em 97,5% nos hospitais estaduais do Alto Tietê

Compartilhar


Região tinha apenas um leito de UTI desocupado nesta terça-feira, segundo Secretaria Estadual da Saúde Hospital Estadual Doutor Arnaldo Pezzuti Cavalcanti, em Mogi das Cruzes; Dr Arnaldo Pezzuti
Vinícius Silva/TV Diário
Os hospitais estaduais do Alto Tietê registraram, nesta terça-feira (6), uma taxa de ocupação média de 97,5% dos leitos de UTI reservados para a Covid-19, segundo informações da Secretaria Estadual da Saúde. Apenas um leito, no Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti, estava desocupado.
Ao todo, a região conta com 79 leitos para pacientes graves da Covid-19, distribuídos entre os hospitais Luzia de Pinho Melo e Doutor Arnaldo Pezzuti, em Mogi das Cruzes, Hospital Santa Marcelina em Itaquaquecetuba e Hospital Regional de Ferraz de Vasconcelos.
Leitos de UTI para Covid-19
Já os leitos de enfermaria apresentaram taxa de ocupação média de 90,66%. O número, no entanto, não considera a ocupação no Hospital Doutor Arnaldo Pezzuti, que não teve a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria divulgados nesta terça.
Leitos de enfermaria para Covid-19
A secretaria lembra que as taxas de ocupação variam no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI, por exemplo.
O Alto Tietê ultrapassou, nesta terça, a marca de 3 mil vidas perdidas para a Covid-19. Um levantamento feito pelo G1 mostrou que as últimas mil mortes foram registradas em apenas 70 dias.
A Secretaria Estadual da Saúde mantém o monitoramento do cenário da Covid-19 em todas as regiões do estado, segundo nota divulgada. A secretaria informou ainda que a sobrecarga na rede de saúde já é uma realidade em diversos locais e os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS) esforçam-se para garantir assistência adequada e oportuna a todos.

Compartilhar

Deixe uma resposta