Leitos de UTI para Covid-19 voltam a ficar desocupados após quase quatro semanas em Mogi

7 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar


Segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, a rede hospitalar registra 98% de ocupação na terapia intensiva nesta quarta-feira (7). Desde o dia 11 de março o índice era de 100%. Hospital Municipal de Mogi das Cruzes oferece leitos para Covid-19
Vinícius Silva/TV Diário
Após quase quatro semanas, os leitos de UTI destinados a pacientes com Covid-19, em Mogi das Cruzes, voltaram a ficar desocupados.
Desde o dia 11 de março, a cidade registrava 100% de ocupação na terapia intensiva das redes pública e privada. Nesta quarta-feira (7) o índice caiu para 98%.
MÉDIA MÓVEL: veja em que estados as mortes estão subindo, em estabilidade ou em queda
Mogi bate novo recorde e número de mortes pela Covid-19 sobe 127% em uma semana
Os dados, divulgados pela Secretaria Municipal de Saúde, também mostram que os leitos de enfermaria voltaram a registrar menos de 90% de ocupação. A última vez que isso ocorreu foi no dia 16 do mês passado.
De acordo com o levantamento, a cidade opera com 155 leitos de terapia intensiva, sendo 99 da rede pública, incluindo hospitais municipais e estaduais. Na enfermaria são 233, dos quais 71 são particulares.
Os três leitos de UTI disponíveis são da rede privada, pois os hospitais públicos da cidade continuam com 100% de ocupação. Outros 23 de enfermaria estão desocupados, dos quais 11 são públicos.
Leitos de UTI (Covid-19)
Leitos de Enfermaria
Assista a mais notícias do Alto Tietê

Compartilhar