Casal quebra tabu ao falar sobre sexualidade nas redes sociais e conquista meio milhão de seguidores

7 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar


Déa Jorio e Jal Reis são de Santos, no litoral paulista, e se conheceram também pelas redes sociais. Casal fala abertamente sobre sexualidade e intimidade nas redes sociais
Arquivo Pessoal/Jal Reis
Falar sobre sexualidade e intimidade pode ser um grande tabu para grande parte das pessoas, mas não é um problema para Andréa Jorio e Jal Reis. Moradores de Santos, no litoral paulista, os dois fazem vídeos e dão dicas nas redes sociais sobre o assunto, conquistando, assim, cerca de meio milhão de internautas.
A história do casal começou há pouco mais de seis anos, justamente pelas redes sociais. Eles se conheceram por meio da web, e a conexão foi instantânea. Logo depois, Déa, que atua como terapeuta pélvica especializada em saúde íntima da mulher, se mudou de Vila Velha (ES) para a região da Baixada Santista, para viver um romance com o empreendedor da área de marketing.
A ideia de produzir conteúdos sobre sexualidade surgiu como uma espécie de passatempo para os dois, em uma época em que Déa enfrentava uma depressão, que afetava diretamente a relação deles. Os vídeos começaram a ser gravados durante bate-papos entre os dois, usando situações reais do relacionamento deles.
“Esse tipo de conversa sempre fez parte do nosso relacionamento. A ideia surgiu de uma conversa em que falávamos como a intimidade e o sexo mudam depois de alguns anos de casamento. Como não estávamos saindo muito, e eu estava em uma crise de depressão, o Jal falou para postarmos sobre isso, para interagir e conversar com as pessoas. Era uma coisa que nos ajudava, mas não tinha nenhuma pretensão. Era algo que ficava lá no nosso perfil, basicamente, com pessoas conhecidas”, explica Déa.
Conforme explica Reis, o conteúdo, que tratava sobre intimidade e sexualidade, não era postado regularmente, e tinha intervalos extensos entre uma publicação e outra. Depois de algum tempo, um dos vídeos viralizou e chegou a ter mais de 200 mil visualizações. Com isso, eles começaram a ganhar mais seguidores, e decidiram criar o projeto. Os vídeos ganharam periodicidade, e o casal passou a produzir algo voltado para ajudar os internautas.
Casal interage com o público nas redes sociais e diz que as pessoas se identificam com as situações
Reprodução/Redes Sociais
“Falamos de relacionamento para as pessoas, de sensações, relações e sentimentos. Não ensinamos, é um bate-papo entre eu e ela, e as pessoas se veem ali”, afirma Reis. “As pessoas se identificam com as situações que apresentamos”, diz Déa, ao mencionar que eles tratam de situações reais no relacionamento. “Apesar de falar de relacionamento saudável e educação sexual, nosso foco é as pessoas”, declara.
O casal trata de assuntos que vão desde a higiene íntima e diferença fisiológica até o prazer sexual de cada indivíduo, autoestima e conexão. Pompoarismo, consciência corporal, orgasmo feminino e como a pornografia pode ser prejudicial aos casais também entram nos temas abordados pelos dois. “Conseguimos colocar 4 mil pessoas em uma live, geralmente”, afirma Reis.
O conteúdo tem embasamento científico, de acordo com eles, e é sempre acompanhado de exemplos práticos, para facilitar o entendimento do público, que é majoritariamente formado por mulheres, cerca de 75%. Mas, segundo o casal, os assuntos são voltados para jovens e, também, para a terceira idade.
“Existe muita coisa sobre sexo na internet, só que o conhecimento das pessoas é muito misturado com a questão da pornografia”, afirma Déa. “Eu tento trazer essa educação [sexual] toda, que eu não tive dentro da minha casa. As pessoas não têm a liberdade de falar com franqueza sobre isso. Sobre as dores e questões relacionadas a isso [sexualidade]. Ainda temos muitas barreiras, muito tabu. Quando é para falar da intimidade dos outros, é fácil. Mas quando é para falar da nossa, colocar a nossa na mesa, aí o bicho pega”, finaliza Reis.

Compartilhar