Bando ataca bancos e provoca terror em Mococa, no interior de SP

Compartilhar


Ataques tinham como alvos três bancos, e prefeito acha que o alvo era o dinheiro do auxílio emergencial. Um guarda municipal ficou ferido. Prefeito de Mococa (SP) fala sobre tiroteio que assustou moradores da cidade; VÍDEO
Uma quadrilha armada atacou aos menos três agências bancárias em Mococa, cidade paulista que fica perto da fronteira com Minas Gerais, provocando uma madrugada de terror no município. O bando usou explosivos e atirou em lojas do comércio. Uma pessoa ficou ferida.
Segundo o prefeito da cidade, Eduardo Barison, a quadrilha tinha como alvo mais importante a agência da Caixa Econômica Federal (CEF), que vai iniciar o pagamento da nova rodada do auxílio emergencial na cidade. “Foi a agência que eles deram mais atenção. Foram direto explodir o cofre. Provavelmente para levar o dinheiro do auxílio emergencial”, afirmou.
A quadrilha também atacou uma unidade do Santander e outra do Mercantil, segundo o prefeito.
VÍDEO: Imagens mostram bandidos em ruas de Mococa, SP
A polícia não sabe informar ainda quanto o bando conseguiu levar dos bancos.
Após atacar agências bancárias, criminosos circularam por ruas de Mococa, no interior de São Paulo, e atiraram contra lojas
TV Globo/Reprodução
Muitos tiros e explosões foram ouvidos em toda a cidade durante a ação da quadrilha. Após deixar as agências bancárias, o bando circulou por algumas ruas, atirando contra lojas. Os criminosos estavam em ao menos quatro veículos e, aparentemente, usaram fuzis e metralhadoras para atingir as vidraças e portas dos estabelecimentos comerciais.
Durante os tiros, um guarda civil ficou ferido após ser atingido por vidros em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em reforma . Ele foi medicado e não corre risco de morrer, informou o prefeito.
Barison afirmou que acionou a Guarda Civil e as polícia Militar (PM) e Civil, e que pediu aos moradores para ficar em casa e não correr o risco de ser atingido por balas perdidas. Não houve confronto com os bandidos, que fugiram em direção ao Sul de Minas Gerais por uma estrada vicinal.

Compartilhar

Deixe uma resposta