Funerárias pedem ampliação de horários de enterros em Ribeirão Preto após aumento de mortes por Covid

2 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar


Proposta é usar a pausa de duas horas no almoço para incluir novos sepultamentos. Prefeitura afirma que não recebeu solicitação e que não há registro de falta de coveiros. Funerárias querem ampliar horários de enterros em Ribeirão Preto
A Associação das Funerárias de Ribeirão Preto (SP) querem ampliar os horários de enterros nos cemitérios da cidade diante do aumento de mortes por Covid-19.
Segundo Marcelo Gaspar, presidente da entidade, a proposta é utilizar o horário da pausa do almoço, entre 11h30 e 13h30, para realizar mais sepultamentos por conta da demanda.
“Se nós tivéssemos a disponibilidade para fazer esses sepultamentos já ajudaria muito a desafogar essa alta demanda que está acontecendo no serviço funerário”, afirma.
Em nota, a Prefeitura afirmou que ainda não recebeu o pedido da associação. A administração também disse que se houver a requisição, a proposta será analisada.
Cemitério Bom Pastor, em Ribeirão Preto (SP)
Alexandre Sá/EPTV
Sobrecarregados
Nos cemitérios municipais Bom Pastor e da Saudade, são disponibilizados 12 horários de sepultamento das 8h às 16h. No entanto, as unidades ficam abertas das 7h30 às 17h, todos os dias.
De acordo com a Prefeitura, o intervalo de duas horas no almoço é para os coveiros se alimentarem e também fazerem a higienização pessoal.
Nesta quinta-feira (1º), houve fila de caixões à espera de sepultamento no Cemitério da Saudade. A cidade tem 19 coveiros, além de auxiliares. Mas o número, segundo Gaspar, já começa a se tornar insuficiente.
“Nós não estamos tendo contingente, na verdade o número de coveiros suficiente para atender a demanda do número de óbitos que aumentou muito na cidade de Ribeirão Preto. A gente está na mesma situação de antes da pandemia, mas todo mundo sabe que aumentou muito o número de sepultamentos em Ribeirão e os coveiros não estão dando conta”, avalia.
Apesar da alta procura, a Prefeitura informou que não há nenhum registro na cidade de impossibilidade de sepultamento por falta de coveiros ou por outro motivos.
Ribeirão Preto (SP) registra fila de caixões no Cemitério da Saudade
Reprodução/EPTV
Mortes por Covid
Com a atualização dos dados da Saúde nesta quinta-feira, o total de óbitos para a Covid desde março no ano passado é de 1.543.
No boletim, foram confirmadas 15 novas mortes, registradas entre os dias 22 e 30 de março, das quais cinco em ambiente fora de hospitais.
Há 20 dias, a ocupação de leitos em unidade de terapia intensiva (UTI) da cidade está acima de 90%.
Especialistas acreditam que a pressão hospitalar está ligada à presença de uma nova variante na cidade e também do recorde de casos da Síndrome Respiratória Aguda Grave.
Porém, em coletiva de imprensa nesta quinta, a Prefeitura afirmou que não há mais como aumentar o número de leitos na cidade.
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão Preto e região

Compartilhar