Bebê de 2 meses com dengue hemorrágica é internado na UTI e família pede doação de sangue

2 de abril de 2021 0 Por
Compartilhar


Benjamin Araújo Queiroz está intubado na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Municipal de Cubatão (SP) desde sexta-feira (26). Benjamin Queiroz está internado na UTI com dengue hemorrágica no Hospital Municipal de Cubatão, SP
Keisy Queiroz/Arquivo Pessoal
Um bebê de 2 meses está internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Cubatão (SP) com dengue hemorrágica, desde a última sexta-feira (26). A família pede pela doação de sangue para ajudá-lo a se recuperar.
Benjamin de Araújo de Queiroz começou a apresentar febre e manchas pelo corpo no dia 24 de março, e os pais decidiram levá-lo ao Hospital Municipal de Cubatão, no bairro Vila Santa Rosa.
Ao G1, nesta quinta-feira (1º), Keisy Queiroz, mãe de Benjamin, relatou que todos pegaram dengue em casa, e que foram feitos vários exames no filho no hospital. “Em casa, todo mundo pegou dengue, eu melhorei faz duas semanas. Levamos o Benjamin ao hospital, onde foram feitos exames de sangue e de urina, e voltamos para casa para aguardar os resultados. No dia seguinte, ele continuava com febre, foi quando voltamos lá, e decidiram deixar ele em observação. Fizemos mais exames, e tudo dava negativo, até para dengue”, conta.
De acordo com a mãe, o bebê estava desidratado e começou a tomar soro, só que as veias estavam muito finas começaram a estourar, foi quando os médicos decidiram fazer uma pequena cirurgia para pegar uma veia na virilha, que é ligada próximo ao coração.
No dia 26, Benjamin foi levado para a UTI, após os médicos constarem que ele estava mal. “Um enfermeiro entrou no quarto e viu que meu filho estava muito mal, chamou os médicos e ele foi transferido para a UTI, porque já estava ficando roxo, com dificuldade para respirar. O pulmão dele ficou com líquido e secreção, os rins chegaram a parar, foi quando os médicos disseram que o quadro dele era de dengue hemorrágica”, lamenta.
Desde segunda-feira (29), Benjamin começou a apresentar melhora em seu estado de saúde, foi para sonda, os rins voltaram a funcionar e o líquido que estava no pulmão começou a sair aos poucos, mas continua intubado e sedado, segundo Keisy.
Mesmo com a melhora, a família pede para as pessoas, se possível, doarem sangue para seu filho, por conta da anemia que ele apresentou.
“A enfermeira nos explicou que ele está com falta de componentes no sangue, que suas plaquetas estão muito baixas, além da anemia que ele apresentou. Eu não tenho nada a reclamar do hospital, socorreram meu filho a tempo, se não tivessem colocado ele no tubo, poderia não estar vivo”, afirma.
Os interessados em ajudar o bebê podem ligar no Hospital Municipal de Cubatão pelo número (13) 3388-4887, realizar o agendamento e informar a doação em nome de Benjamin Araújo Queiroz.
Casos em Cubatão
A Prefeitura de Cubatão informou que a cidade registrou 343 casos de dengue este ano, sendo que 699 exames estão esperando resultado, e nenhum óbito. Quanto aos números da chikungunya, são 19 casos confirmados e 183 aguardando confirmação, e nenhuma morte. Casos de zika ainda não foram registrados no município em 2021.
Baixada Santista
As nove cidades da Baixada Santista somam mais de 1,3 mil casos de dengue e 619 de chikungunya neste ano, de acordo com dados divulgados pelas prefeituras no dia 22 de março. Em toda a região, duas pessoas já morreram por complicações da dengue, ambas em São Vicente.
Prevenção
A melhor forma para prevenir as doenças é eliminar toda água empoçada, que pode se tornar um criadouro do mosquito. É importante manter a caixa d’água fechada, lavar os tanques semanalmente com escova e sabão, encher os pratos das plantas de areia até a borda, manter calhas limpas e colocar o lixo em sacos plásticos, com a lixeira sempre fechada.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos

Compartilhar