BCN 

Motoristas de ônibus de Marília entram em greve e suspensão do serviço afeta 60 mil pessoas

Compartilhar


Trabalhadores reclamam que os salários do mês de janeiro não foram pagos integralmente. Empresa alega que falta de reajuste na tarifa afetou o fluxo de caixa e comprometeu os pagamentos. Motoristas de uma das empresas de ônibus em Marília entram em greve
Prefeitura de Marília/Divulgação
Os motoristas da empresa Grande Marília , responsável por parte do transporte público da cidade, entraram em greve na manhã desta terça-feira (23) e não tiraram os ônibus da garagem.
A empresa atende principalmente a zona norte de Marília e a paralisação do serviço afeta cerca de 60 mil pessoas que dependem do transporte diariamente.
Os trabalhadores realizaram uma assembleia logo pela manhã, decidindo parar completamente por falta de pagamento dos salários. Segundo o sindicato da categoria, são 107 motoristas que estão com os braços cruzados, aguardando um posicionamento da empresa.
Eles cobram o pagamento dos salários referentes ao mês de janeiro. Ainda segundo o sindicato dos motoristas, apenas 40% do salário foi quitado. Os motoristas reclamam que além de não receber os 60% restantes, não receberam qualquer posicionamento da empresa sobre esse pagamento.
Em nota, a Grande Marília disse que lamenta a paralisação, mas com uma tarifa congelada desde março/2019, sem nenhum auxílio emergencial da prefeitura durante o período de pandemia e tão pouco uma avaliação quanto ao pedido de reajuste já protocolado, não há mais fluxo de caixa para o pagamento dos salários
Informou ainda que sem auxílio da prefeitura não há uma previsão para o pagamento. A TV TEM entrou em contato com a prefeitura, mas ainda não obteve retorno.
Veja mais notícias no G1 Bauru e Marília
VÍDEOS: Assista às reportagens do centro-oeste paulista

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta