BCN 

Cetesb e polícia apuram suposto descarte irregular de lixo de outra cidade no aterro de Piracicaba

Compartilhar


Segundo boletim de ocorrência registrado por chefe de fiscalização do Meio Ambiente, caminhão de Jacareí (SP) teria deixado os resíduos na unidade. Empresa de saneamento diz que não houve descarga e que o veículo fez uma parada no local devido a problemas mecânicos. Central de Tratamento de Resíduos do aterro sanitário de Piracicaba
Divulgação/ Ares-PCJ
A Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) informou nesta terça-feira (23) que vai apurar suposta descarga irregular de 33,8 toneladas de lixo de outra cidade no aterro sanitário de Piracicaba (SP). A polícia também investiga o caso.
De acordo com boletim de ocorrência registrado no 5º Distrito Policial da cidade, o caso ocorreu na última sexta-feira (19), por volta das 22h.
]O chefe da Fiscalização do Meio Ambiente de Piracicaba relatou à polícia que um caminhão de propriedade da Piracicaba Ambiental, que realiza coleta de lixo na cidade, estava no pátio da unidade carregado com lixo domiciliar da cidade de Jacareí (SP) e deixou os resíduos no local.
Também segundo o fiscal, a empresa não tem autorização para descarregar lixo de outras cidades em Piracicaba. Também foi relatado que o registro da ocorrência na polícia tem como objetivo a adoção de providências administrativas contra a empresa pela prefeitura.
Apurações
Um perito criminal esteve no aterro e o caso foi encaminhado para o 4º Distrito Policial da cidade, que apura os fatos.
A Cetesb comunicou que recebeu a confirmação da Secretaria de Meio Ambiente da cidade de que houve o descarregamento dos resíduos no aterro sanitário.
“Diante do fato, a Agência Ambiental de Piracicaba fará uma inspeção no local, para levantar como se deu a ocorrência e tomar as medidas administrativas cabíveis”, acrescentou.
A Secretaria de Meio Ambiente de Piracicaba (Sedema) informou que vai notificar a empresa e pedir esclarecimentos sobre o ocorrido.
O que diz a empresa
Em nota, a Piracicaba Ambiental apresentou informações diferentes sobre o caso. Segundo a empresa, um caminhão de Sumaré (SP) esteve no aterro, em trânsito, apresentou problemas mecânicos na estrada e, como a base mais próxima era a unidade, ele foi encaminhado para lá.
“O conserto foi executado na oficina, o defeito foi sanado e no dia seguinte (ontem) ele pode seguir viagem. A empresa informa também, que não houve descarga de resíduos domésticos na Central de Tratamento de Resíduos – CTR (Ecoparque)”, acrescentou.
Veja mais notícias da região no G1 Piracicaba

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta