BCN 

Adolescente amputada que recebeu apoio de atleta paralímpica morre após cirurgia: ‘Lutou bravamente’

Compartilhar


Isabella Nucci, de 14 anos, foi diagnosticada com câncer nos ossos em março de 2017, em Sorocaba (SP). Menina precisou amputar perna e recebeu apoio da atleta paralímpica Camille Rodrigues. Isabella Nucci, de 14 anos, foi diagnosticada com câncer nos ossos em 2017
Arquivo pessoal
A jovem Isabella Nucci, que teve parte da perna esquerda amputada devido a um câncer nos ossos e recebeu ajuda da atleta paralímpica de natação Camille Rodrigues para se adaptar à prótese, morreu após uma cirurgia em Sorocaba (SP), na segunda-feira (22).
Na última quarta-feira (17), Isabella, de 14 anos, passou por um procedimento cirúrgico no Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil (Gpaci) para retirar nódulos do pulmão. Depois da cirurgia, foi encaminhada para a UTI. Mas, alguns dias depois, não resistiu e morreu.
O pai dela, Gilberto Nucci, fez uma postagem nas redes sociais em homenagem à filha na madrugada desta terça-feira (23).
Pai de Isabella Nucci fez homenagem para a filha nas redes sociais
Facebook/Reprodução
“Nos deixará saudades, minha menina linda, encantadora. Sempre sorrindo, nunca reclamou de nada. Lutou bravamente com a doença e venceu todas, e agora encontra-se na Glória, ao lado do Pai”, diz o post.
O corpo de Isabella será sepultado nesta terça-feira no Cemitério Memorial Park, em Sorocaba, às 14h. “Obrigado ao carinho de todos que sempre estiveram ao nosso lado. Que Deus abençoe a todos”, agradeceu Gilberto nas redes sociais.
Isabella com a atleta paralímpica Camille Rodrigues no Gpaci, em Sorocaba
Carlos Dias/G1
Dançarina da abertura do Fantástico se torna inspiração para jovem na luta contra o câncer
Luta contra o câncer
Isabella levava uma vida normal até março de 2017, quando começou a sentir dores na perna esquerda. Após uma consulta médica, a família descobriu se tratar de um tumor.
O resultado de câncer nos ossos abalou a família, porém, a doença era curável. Isabella foi encaminhada para o Hospital do Câncer Infantil e deu início ao tratamento. Ao longo do processo, o fêmur dela precisou ser completamente removido.
Com a necessidade de uma prótese de perna, a família iniciou uma campanha de arrecadações na internet. A vaquinha, que tinha como objetivo arrecadar R$ 40 mil, foi encerrada cinco dias depois superando as expectativas, com o total de R$ 70 mil.
Isabella com os pais
Arquivo pessoal
Em junho de 2019, após a cirurgia, Isabella recebeu a visita da atleta paralímpica Camille Rodrigues no hospital. A nadadora tem 27 anos e também faz trabalhos com dança, como uma gravação para a abertura do Fantástico.
A notícia de que a menina poderia encerrar as sessões de quimioterapia pela primeira vez veio em fevereiro de 2018. Em seguida, com o peso do corpo sendo depositado em apenas uma perna, Isabella voltou a sentir dores e precisou voltar com o tratamento.
Em agosto de 2019, no entanto, Isabella recebeu a notícia de que poderia parar com as sessões. Ela teve a oportunidade de tocar o “sino da cura” no Gpaci para comemorar a notícia.
Durante o tratamento de câncer, jovem passou por diversas cirurgias em Sorocaba
Arquivo pessoal
No total, a jovem passou quatro cirurgias para retirar o câncer, que havia voltado. A última, em fevereiro de 2021, foi feita para retirar nódulos do pulmão. Horas antes, Isabella chegou a postar um texto em suas redes sociais dizendo que estava ansiosa.
“Um pouco ansiosa. Daqui a pouco estarei na mesa de cirurgia, creio que Deus estará no controle de tudo. Obrigada a todos que estão em oração por mim. Que Deus abençoe a cada um de vocês”, disse.
VÍDEOS: veja as reportagens do Bom Dia Cidade e do TEM Notícias
Veja mais notícias da região no G1 Sorocaba e Jundiaí

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta