BCN 

‘Agressão covarde’, diz promotor sobre funcionário de churrascaria filmado ao chutar limpador de para-brisa em Ribeirão Preto

Compartilhar


Ministério Público informou que vai acionar a Polícia Civil para que caso seja investigado. Estabelecimento disse que supervisor foi demitido e que não compactua com as atitudes. Autoridades pedem investigação após funcionário de churrascaria agredir homem em Ribeirão
O promotor de Justiça Paulo José Freire Teotônio classificou como covarde a atitude do supervisor de uma churrascaria filmado ao chutar um lavador de para-brisa na porta do estabelecimento em Ribeirão Preto (SP). Na tarde desta sexta-feira (19), ele informou que vai oficiar a Polícia Civil para pedir a investigação do caso.
“Imagens chocantes, revoltantes, de uma agressão covarde. Com base nisso e visualizando ali uma série de crimes, eu resolvi requisitar ajuda da Polícia Civil e a instauração de um termo circunstanciado para apuração da autoria, para se saber quem é e a qualificação para que a gente possa tomar as providências legais cabíveis.”
Segundo Teotônio, as imagens sugerem os crimes de constrangimento ilegal e injúria. “A lesão corporal deverá ser apurada porque só um médico vai poder dizer futuramente”, afirma o promotor.
A Promotoria de Justiça Cível também será oficiada para apurar eventual dano moral coletivo e para que o estabelecimento seja processado, informou Teotônio.
O agressor e a vítima não foram encontrados para comentar o assunto.
Maítre de churrascaria agride limpador de parabrisa em Ribeirão Preto (SP)
Reprodução
Chutes
Após o vídeo viralizar nas redes sociais, a churrascaria Gaúcho da Saudade, que fica no bairro Campos Elíseos, não funcionou nesta sexta-feira.
As imagens que mostram a agressão foram feitas na tarde de quinta-feira (18) por um morador que estava dentro de um carro.
O lavador de para-brisa aparece sentado com os materiais de trabalho na calçada da churrascaria. O supervisor do estabelecimento começa a discutir com o homem e dá chutes no rapaz, que levanta e sai revoltado.
Após repercussão das imagens da agressão, Churrascaria Gaúcho da Saudade ficou fechada nesta sexta-feira (19) em Ribeirão Preto, SP
Aurélio Sal/EPTV
Em nota, a churrascaria informou que o homem trabalhava como maitre no local e que foi demitido após a agressão.
“A Churrascaria Gaúcho da Saudade, empresa atuante no mercado de restaurante há mais de uma década na cidade de Ribeirão Preto, sempre prezou pela integridade, honestidade e dignidade de seus colaboradores, clientes e amigos, trabalhando sempre de forma justa. Assim sendo, não conceitua com o supostamente ocorrido no vídeo em circulação, motivo pelo qual informa que houve o desligamento do metre que supostamente aparece no vídeo.”
O estabelecimento informou ainda que está à disposição para esclarecimentos.
Paulo José Freire Teotônio, promotor de Justiça em Ribeirão Preto, SP
Aurélio Sal/EPTV
Direitos humanos
O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Ribeirão Preto, Douglas Marques, também pretende acionar os órgãos públicos para que o caso seja investigado.
“Vamos cobrar severamente que tomem as providências cabíveis tanto no âmbito criminal quanto na esfera civil. O dono da churrascaria pode responder civilmente em termo de matéria de reparação de dano. Já o autor da agressão pode vir a ser preso dependendo das circunstâncias após responder um processo criminal”, disse.
Ainda segundo Marques, a comissão pretende saber da Prefeitura quais protocolos e políticas públicas são aplicadas às pessoas em situação de rua.
Izaías Cruz de Oliveira, gerente do Instituto Limite em Ribeirão Preto, SP
Aurélio Sal/EPTV
Izaías Cruz de Oliveira, gerente operacional do Instituto Limite, que atua em parceria com a Prefeitura junto à população de rua, diz que são oferecidos serviços de acolhimento, mas que muitos rejeitam a ajuda oferecida.
“Isso não impede que a gente faça uma abordagem sempre que encontre uma pessoa em situação de vulnerabilidade.”
Veja mais notícias da região no G1 Ribeirão Preto e Franca
VÍDEOS: Tudo sobre Ribeirão, Franca e região

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta