BCN 

Primeiro caso de Covid-19 em escola municipal, após retorno das aulas presenciais, é confirmado em Santos

Compartilhar


Uma auxiliar de bibliotecário da Unidade Municipal Doutor Dino Bueno, testou positivo para Covid-19 e foi afastada. Primeiro caso de Covid-19 em escolas municipais de Santos, foi na UME Dr. Dino Bueno
Divulgação/Facebook
Uma auxiliar de bibliotecário da UME Dr. Dino Bueno, em Santos, no litoral de São Paulo, testou positivo para Covid-19 e afastada das atividades por dez dias. Esse é o único caso confirmado de contaminação após a retomada das aulas presenciais na cidade. Quatro escolas do município estão com as aulas presenciais parcialmente suspensas após outros seis casos suspeitos estão sendo investigados.
De acordo com a Secretaria de Educação de Santos (Seduc), a auxiliar de bibliotecário, que trabalhava na UME Dr. Dino Bueno, não apresentava sintomas da doença mas foi afastada por dez dias das suas funções, seguindo orientações da Secretaria de Saúde de Santos. As aulas na unidade continuam normalmente.
A UME Professora Emília Maria Reis, localizada na Vila Belmiro, registrou dois casos suspeitos de Covid-19: uma professora e uma agente que fica na portaria da unidade. As duas foram afastadas das suas funções por 14 dias e seis crianças que tiveram contato com a professora também estão afastadas. Apesar dos casos suspeitos, as aulas na unidade não foram suspensas.
A Seduc já havia informado, nesta quarta-feira (17), que as aulas presenciais foram parcialmente suspensas em outras três escolas.
Na UME Dom Pedro II, as aulas matutinas estão suspensas por dez dias após uma professora que ministrou atividades em todas as classes do período da manhã, informar a unidade que estava com suspeita de Covid-19. As aulas presenciais retornam, no esquema híbrido, a partir de 1º de março. O caso ainda não foi confirmado.
Na UME Martins Fontes, um professor que trabalhou na escola, de 8 a 10 de fevereiro, e um aluno apresentaram sintomas do coronavírus. A classe que teve contato com o professor, já estava em aulas on-line desde quinta-feira (11), foram informados que devem permanecer em casa por dez dias. Os resultados ainda não foram confirmados.
Já na escola rural Ilha Diana, uma professora apresentou um atestado médico, na segunda-feira (15), com suspeita de Covid-19. As aulas estão suspensas na unidade.
A Seduc informou que os casos estão sendo acompanhados pelos técnicos do Programa Saúde na Escola, em parceria com a Secretaria de Saúde. Também ressaltou que todas as escolas municipais e demais unidades estão seguindo rigorosamente os protocolos sanitários para segurança de todos: alunos, professores e funcionários. Também houve a orientação de pais e responsáveis dos alunos.
VÍDEOS: G1 em 1 minuto em Santos
A

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta