BCN 

Mogi das Cruzes tem 67,2% de ocupação nos leitos de UTI para Covid-19

Compartilhar

Nos leitos da rede estadual, o índice foi de 46% de ocupação em 52 leitos de UTI. Nesta quarta-feira (17) Mogi das Cruzes registrou 67,2% de ocupação nos leitos de UTI oferecidos pelos hospitais públicos e privados aos pacientes em tratamento da Covid-19. A informação é da Secretaria Municipal de Saúde.
Na rede estadual, os 52 leitos de UTI oferecidos pelos hospitais Luzia de Pinho Melo, em Mogi, Santa Marcelina, em Itaquaquecetuba, e Regional de Ferraz de Vasconcelos tiveram 46% de uso, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde.
Mogi das Cruzes
Em Mogi, dos 107 leitos de UTI das redes pública e privada, 72 estavam em uso, segundo a Secretaria. Entre os 126 leitos de enfermaria, a taxa de ocupação foi de 50,6%.
Somente nos hospitais públicos da cidade, o índice foi de 63,3% entre os 90 leitos de UTI. Já na enfermaria, dos 126 leitos oferecidos aos pacientes com coronavírus, 45,2% estavam ocupados.
Rede estadual
No Hospital Regional de Ferraz são 26 leitos de UTI e 12 de enfermaria. Na terapia intensiva, a ocupação é de 46,1%.
Já no Hospital Luzia de Pinho Melo, são 52 leitos de enfermaria e 24 de UTI, que até quarta (17) registravam 42% de ocupação.
O Santa Marcelina de Itaquaquecetuba opera, atualmente, com 16 de enfermaria e dois leitos de terapia intensiva. O índice na UTI foi de 50%.
A pasta destacou que “essas taxas de ocupação variam no decorrer do dia em virtude de fatores como altas, óbitos ou transferências para leitos de enfermaria ou UTI, por exemplo”.
Agora é assim?

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta