BCN 

Enfermeira esquece agulha na nádega de paciente após aplicar medicação: ‘Lamentável’

Compartilhar


Tamires Fernanda dos Santos, de 23 anos, tomou a injeção na UPA Quietude, em Praia Grande, no litoral paulista. Ela viu a agulha ‘esquecida’ ao voltar para casa. Paciente retirou a agulha após perceber que objeto foi esquecido
Arquivo Pessoal
Uma autônoma moradora de Praia Grande, no litoral de São Paulo, denunciou uma unidade de saúde do município, após uma enfermeira esquecer uma agulha na nádega dela, após aplicar uma medicação. Em entrevista ao G1 nesta quarta-feira (17), Tamires Fernanda dos Santos, de 23 anos, relata que percebeu apenas quando chegou em casa, ao começar a sentir muita dor.
“Lamentável. Infelizmente, estamos largados à própria sorte”, descreve Tamires.
A jovem relata que foi até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Quietude na tarde desta terça-feira (16), após sentir uma forte dor de garganta. Ela passou pelo atendimento e foi tomar a medicação receitada. A autônoma não sentiu nada anormal enquanto a injeção intramuscular era aplicada, e foi para casa.
Tamires diz que apenas percebeu algo gelado no local da aplicação quando foi embora. Ao chegar em casa, começou a sentir dores fortes. Quando deitou para descansar, percebeu a agulha entrar mais na pele, e viu que a enfermeira havia esquecido o objeto após aplicar a medicação.
Agulha foi deixada na paciente após aplicação de medicamento em UPA de Praia Grande, SP
Arquivo Pessoal
A jovem conta que retirou o objeto sozinha, guardou e foi até a Ouvidoria do município denunciar o caso, para que seja investigado. Apesar da forte dor que sentiu ao chegar em casa, ela conta que passa bem. “Eu fiquei assustada, com medo. E se acontece coisa pior?”, questiona.
Tamires decidiu falar sobre o que passou para evitar que aconteça com mais pessoas, e aguarda providências por parte do município.
“Graças a Deus, não aconteceu nada grave, consegui ver a tempo. Eu penso se fosse com meus filhos. Espero que esta profissional que cometeu tamanha imprudência receba uma advertência, ou então, que tomem providências para que não aconteça com mais ninguém”, desabafa a autônoma.
O G1 questionou a Prefeitura de Praia Grande, que, por nota, informou que a Secretaria de Saúde está investigando o caso. A pasta reitera que um processo administrativo já foi aberto, e que todas as providências cabíveis serão tomadas.
VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta