BCN 

Estado cobra transparência da Prefeitura de São José dos Campos na vacinação contra Covid-19

Compartilhar


Governo estadual diz que prefeitura é a única cidade do Estado que não tem fornecido os dados pelos canais oficiais ou preenchido cadastro nominal de vacinados. Governo estadual diz que prefeitura não tem dado transparência nas informações sobre a vacinação
Adenir Britto/Prefeitura de São José dos Campos
O governo estadual cobrou nesta terça-feira (16) transparência da Prefeitura de São José dos Campos no processo de vacinação contra Covid-19. De acordo com a Secretaria de Saúde, a cidade é a única de todo o Estado que não informou o número de vacinados e não tem preenchido o cadastro nominal de pessoas em que foram aplicadas as doses.
Como protocolo para acompanhamento da campanha de imunização, todos os municípios paulistas precisam incluir os dados dos vacinados na plataforma VaciVida. Com a plataforma, são acompanhados quem são os imunizados, número e necessidade de novas doses conforme o público-alvo.
Em nota, a Prefeitura de São José dos Campos disse que a plataforma serve “apenas para acompanhamento” (leia mais abaixo).
Na nota publicada nesta terça, o governo alega que a cidade é a única em todo o estado que “se exime da responsabilidade de realizar o registro nominal da vacinação”. Diz ainda que a gestão chegou a ser notificada da necessidade de fornecer os dados, mas que não retornou.
“Não é razoável que um município subverta esta ordem em detrimento de todas as outras 644 cidades, agindo de forma isolada, sem sequer prestar à Secretaria as informações requeridas e obrigatórias”, diz trecho da carta.
Além do processo de transparência, para a fiscalização de casos de ‘fura-fila’, o cadastro é base para as ações de distribuição de doses. Sem as informações, a Secretaria de Saúde não tem como estimar as doses ainda necessárias para a cidade.
De acordo com a prefeitura, até o fim da tarde desta segunda-feira (15) mais de 31,9 mil pessoas foram vacinadas. O Estado alega que a gestão tem informado apenas a imprensa do número de vacinados.
Nesta segunda-feira (15), a prefeitura teve de suspender a vacinação nos idosos entre 80 e 84 anos quatro horas após o início das aplicações por falta de doses. O público-alvo era de mais de 7 mil pessoas, mas a gestão tinha apenas 3 mil doses.
Em nota, a prefeitura havia alegado que o déficit foi porque havia aplicado imunizantes excedentes de outras faixas etárias que não atingiram o público total e que aguardava novas vacinas do governo estadual, mas que não teria prazo para a chegada.
O que diz a Prefeitura de São José dos Campos
Em nota, a prefeitura informou que a plataforma estadual serve “apenas para acompanhamento”, lamentou que o sistema não tenha sido criado para evitar redigitação e disse que presta contas ao governo federal. Leia a íntegra abaixo:
“O Vacivida é uma ferramenta digital criada pelo Governo do Estado de São Paulo apenas para acompanhar a campanha de vacinação contra o coronavírus. A ferramenta foi lançada e disponibilizada às prefeituras no mesmo dia que o Estado iniciou a vacinação com o governador João Dória, em 17 de janeiro de 2021.
Lamentamos que o sistema não tenha sido criado com as ferramentas de integração necessárias para evitar o retrabalho de digitação das prefeituras.
Em São José dos Campos, 100% dos dados são informatizados no Sistema Ambulatorial de Saúde (SAMs) e, diariamente, são enviados automaticamente para o governo federal que é o responsável pelo Plano Nacional de Imunização.
Todos os dados da Prefeitura também estão disponíveis para o governo do Estado. Agora esperamos que o Estado tenha celeridade para criar uma plataforma que consiga integrar de forma automática o sistema do município ao Estado, evitando a redigitação que pode levar a erros humanos.
O município de São José continuará a mandar os dados diariamente para o Ministério da Saúde que já possui um sistema bem mais integrado e eficiente”.
Veja mais notícias do Vale do Paraíba e região

Compartilhar

You May Also Like

Deixe uma resposta