Paes diz que buscas são “tentativas de interferência no processo eleitoral”

O ex-prefeito foi alvo de um mandado de busca e apreensão, na manhã desta terça-feira (8/9), na própria residência, em São Conrado (RJ)

A defesa do ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes (DEM) usou a conta oficial do político no twitter para afirmar que a busca na casa dele, nesta terça-feira (8/9), foi “uma tentativa clara de interferência do processo eleitoral”.

Leia Também: Barroso diz não se impressionar com retórica de Bolsonaro

“Às vésperas das eleições para a prefeitura, Eduardo Paes está indignado que tenha sido alvo de uma ação de busca e apreensão numa tentativa clara de interferência do processo eleitoral — da mesma forma que ocorreu em 2018 nas eleições para o governo do Estado”, afirmou.

Ainda segundo a nota, a defesa ainda não teve acesso aos termos da denúncia e, assim que tiver detalhes do processo, vai se pronunciar.

Réu por corrupção
Paes foi alvo de um mandado de busca e apreensão, na manhã desta terça, na própria residência, em São Conrado, na zona sul do Rio. A Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) e o tornou réu pelos crimes de corrupção, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.

POLÍTICA
Dodge defende avanço de inquérito contra Eduardo Paes e Pedro Paulo
Paes foi denunciado pelo Grupo de Atuação Especializada no Combate à Corrupção (Gaecc), junto à 204ª Zona Eleitoral, com outras quatro pessoa. Fonte: Metrópoles

You May Also Like

Deixe uma resposta

Follow by Email
Instagram