Em ano bissexto, família de SP tem dois filhos que nasceram em 29 de fevereiro

Família tem dois filhos com aniversários no dia 29 de fevereiro — Foto: TV Globo/reprodução

Em 2016, que também foi ano bissexto, foram registrados 12,5 mil nascimentos no dia 29 de fevereiro em todo país – 3.600 foram no estado de São Paulo.

Em 2016, que também foi ano bissexto, foram registrados 12,5 mil nascimentos no dia 29 de fevereiro em todo país – 3.600 foram no estado de São Paulo.

Uma família de São Paulo tem dois filhos que nasceram em 29 de fevereiro, e não são gêmeos. Neste ano de 2020, que é ano bissexto e fevereiro tem 29 dias, os dois poderão comemorar aniversário na data certa. A chance de alguém nascer no 29 de fevereiro é de uma em quase 1.500.

Os irmãos Leonardo, que fará 12 anos no sábado (29), e João Pedro, que fará 4, nasceram ambos no dia 29, por coincidência, diz a mãe.

Tânia Volpi, mãe das crianças, diz que todo ano é uma confusão e que ninguém sabe se parabeniza pelo aniversário no dia 28 de fevereiro ou em 1º de março. “O Leonardo nasceu porque a médica marcou e o João Pedro porque o plano liberou só nessa data”, explica a mãe.

“Eles ficam em dúvida. Que dia que eu nasci realmente? Porque um ano é até o dia 28, outro ano até 29 então fica confuso realmente”, diz ela.

Em 2016, que também foi ano bissexto, foram registrados 12,5 mil nascimentos no dia 29 de fevereiro em todo país – 3.600 foram no estado de São Paulo.

A data enfrenta rejeição da maioria da população já que, como só ocorre a cada 4 anos, não facilita que seja lembrada.

O ano comum não tem 365 dias. Tem 365 dias e 6 horas. Essa pequena diferença de 6 horas, se fosse somada ao longo dos séculos daria uma tremenda confusão ao calendário. Por isso, a compensação que ocorre no ano bissexto. De 4 em 4 anos, essas 6 horas completam 24 horas e esse dia a mais é encaixado no mês de fevereiro.

A ligações para os cartórios, sobre o 29, aumentam neste mês. Muita gente querendo saber se tem problema nascer, se casar em um dia que só existe de quatro em quatro anos.

Segundo a Associação de Cartórios de São Paulo, os pais não podem

Fonte: G1

You May Also Like

Deixe uma resposta