Corinthians vence o Vasco e entra no G4 do Brasileiro

Ralf sobe de cabeça, antes de marcar o gol corintiano – Foto: Peter Leone

Equipe paulista jogou para o gasto e chegou aos 38 pontos; já o Vasco pode cair na tabela, mas mostrou futebol organizado, falhando na finalização

O Corinthians venceu o Vasco neste domingo (29), por 1 a 0, pelo Campeonato Brasileiro, em São Paulo, e ficou próximo de entrar no G4, com 38 pontos, já que tem uma partida a menos do que seus concorrentes.

O gol foi marcado pelo volante Ralf, aos 14, do segundo tempo.

O Vasco, que atuou de forma corajosa, pode perder a 13ª colocação, mas ainda se mantém a certa distância da zona de rebaixamento.

O jogo foi muito movimentado, com três gols anulados, dois do Corinthians e um do Vasco. Ambas as equipes, mesmo diante da forte marcação, tomavam a iniciativa de atacar, na ensolarada manhã, com a Arena Corinthians lotada.

Uma coisa é certa: o Vasco de Luxemburgo mostrava que recuperou a dignidade, arrumado e organizado na marcação. Faltou, no entanto, maior poder de finalização.

Já o Corinthians de Carille, que tem a melhor defesa do campeonato, com apenas 13 gols sofridos, sentia dificuldade em ocupar os espaços. O time tem demonstrado deficiência neste quesito. Mesmo assim, Clayson dava trabalho pela esquerda e Pedrinho oferecia perigo entrando em diagonal pela direita.

O Vasco, no entanto, acabou criando mais jogadas, aproveitando o contra-ataque. Numa delas, Ribamar entrou livre, mas finalizou pelo alto, aos 37 do primeiro tempo.

Com o Vasco sabendo se fechar, coube ao Corinthians tocar a bola e apostar em um cruzamento.

Num deles, Manoel subiu com o goleiro e o gol foi anulado após consulta ao VAR, que apontou falta no lance. No geral, a bola não chegava em boas condições para Boselli, novamente muito isolado, finalizar.

Sem opções, a jogada mais perigosa acabou ocorrendo aos 50 minutos, com Pedrinho chutando de fora da área, para defesa de Fernando Miguel.

Etapa final

O Vasco demorou para voltar ao segundo tempo. No intervalo Carille substituiu Ramiro por Jadson. O Vasco teve um gol anulado, quando Werley, aos 5, finalizou em impedimento, da pequena área.

O Corinthians continuava tocando, mas muito de lado. Era o Vasco quem saía com maior velocidade. O jogo ficou mais restrito às intermediárias, sem ninguém conseguir ultrapassar as barreiras defensivas.

Mas aos 14, o Corinthians conseguiu pela primeira vez encaixar uma jogada e fez o gol, quando Boselli dominou de costas, fez o pivô, e rolou para Ralf chutar em paralelo, rente à trave, de fora da área: 1 a 0 Corinthians.

Com o gol, o Vasco partiu para cima, mas já dando sinais de desânimo, sem, no entanto, desistir. O jogo ficou mais aberto. Aos 36, quase empatou, mas Cássio defendeu com reflexo uma bola que rebateu em Clayton.

O Corinthians cresceu e passou a cadenciar ainda mais as jogadas, buscando algum contra-ataque com Mateus Vital, que entrara no lugar de Sornoza. A tática funcionou aos 42, quando Gustagol recebeu cara a cara, Fernando Miguel defendeu e ainda desviou o rebote.

Nos acréscimos, Cássio salvou, defendendo uma bicicleta e um chute cara a cara antes de, aos 52, o Corinthians ter mais um gol anulado, desta vez de Jádson, que chutou de fora da área.

No fim, o Vasco reclamou de um pênalti, após cobrança de falta, e Luxemburgo entrou em campo para se queixar com o árbitro.

Na próxima rodada, o Vasco recebe o Santos, no sábado (5), às 16h. O Corinthians enfrenta a Chapecoense, em Chapecó, na quarta-feira (2), às 19h15, em jogo isolado, que não foi realizado em função da participação corintiana na Sul-Americana. E no sábado (5), enfrenta o Grêmio, às 19h, em Porto Alegre.

Ficha técnica

Corinthians 1 x 0 Vasco

Local: Arena Corinthians, São Paulo
Data e horário: sábado (29 de setembro), às 11h
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Guilherme Dias Camilo (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)
Árbitro do VAR: Daniel Nobre Bins (RS)
Cartão amarelo: Raul, Boselli, Yago Pikachu, Jadson, Leandro Castán, Danilo Barcelos
Gol: Ralf, aos 14 do segundo tempo

Corinthians: Cássio; Fagner, Manoel, Gil e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro (Jadson) Sornoza (Mateus Vital) e Pedrinho; Boselli (Gustagol) e Clayson. Técnico: Fábio Carille.

Vasco: Fernando Miguel; Yago Pikachu, Werley, Leandro Castan e Danilo Barcelos; Bruno Gomes, Raul (Marrony) e Marcos Junior (Marquinho); Rossi (Clayton), Talles Magno e Ribamar. Técnico: Vanderlei Luxemburgo. Fonte: R7

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *