Descoberto mecanismo de defesa das bactérias

A parede dupla de proteção das bactérias gram-negativas permite que elas se defendam dos antibióticos. 
[Imagem: Hughes et al. – 10.1038/s41564-019-0481-y]

Bactérias com dupla defesa

Uma equipe internacional de cientistas acaba de desvendar um passo crucial na forma como as bactérias constroem suas defesas.

A descoberta abriu um novo caminho para o desenvolvimento de antibióticos melhores.

O professor Ian Henderson, da Universidade de Queensland (Austrália), explica que as infecções resistentes a antibióticos mais problemáticas são causadas por bactérias pertencentes a uma classe chamada gram-negativas, que possuem duas membranas.

“Imagine um castelo com uma fortaleza interna e uma parede externa, com a parede externa, ou membrana, protegendo as bactérias dos antibióticos,” disse ele. “Estamos interessados em como as bactérias gram-negativas constroem essa membrana externa, porque, se entendermos isso, podemos desativar a membrana para que os antibióticos possam passar e combater a infecção.”

Movimentação dos lipídios

A membrana externa é formada por três componentes – proteínas, lipídios e um tipo de molécula de açúcar.

As pesquisas anteriores haviam revelado como as proteínas e as moléculas de açúcar eram produzidas na célula bacteriana e transportadas para a membrana externa.

Mas, até agora, ninguém sabia como os lipídios eram movidos de dentro para fora.

A equipe descobriu os genes envolvidos nessa exportação de lipídios para a membrana externa. Quando induziram mutações nesses genes, as bactérias perderam as defesas e não foram capazes de causar doenças.

“Agora que entendemos como funciona a maquinaria de transporte dos lipídios, isso abre um novo caminho para projetarmos medicamentos que possam impedir que a membrana externa seja totalmente construída, permitindo-nos lutar contra as bactérias infecciosas,” disse o professor Henderson.

O estudo foi publicado na revista Nature Microbiology. Fonte: Diário da Saúde

You May Also Like

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *